logo

Arquivos de Março 21st, 2016:

Persona Non Grata

Arrumou com cuidado o lápis, o batom e o rímel na pedra da pia do banheiro. Depois pegou a base e o blush – bastaria um pouco para colorir as faces cinzentas e apagar as olheiras permanentes. Faltava a sombra, de cor neutra, para consertar as pálpebras caídas, e o pó de arroz – compacto, para disfarçar qualquer mancha.   Antes de começar, observou longamente o próprio rosto no espelho, como um objeto que não lhe pertencia, um objeto de estudo – melhor seria se pudesse rodá-lo nas mãos, como Hamlet faz com a caveira. A análise deveria ser  rigorosa
Leia mais…